Plano Cooperativo

As igrejas filiadas à CBN, suas congregações e missões contribuem financeiramente para sua manutenção com 10% do valor arrecadado de seus membros como dízimos (5% fica no Estado e 5% vai para a Nacional). Alguns chamam de redízimo ou dízimo dos dízimos; o regimento interno da CBN chama de Plano Cooperativo.

O Plano Cooperativo é um programa da CBN que visa a expansão do Reino de Deus e também um compromisso assumido por todas as igrejas filiadas à CBN, conforme prevê nosso Estatuto no art. 18 e nosso Regimento Interno no art. 5º, inciso V; art. 8º, inciso IV; e art. 41º, § 1º.

Porém, desde 2008, a contribuição com a Nacional tornou-se uma mensalidade fixa paga por meio de boleto bancário. Se for conveniente, a igreja poderá optar em quitar a anuidade em uma apenas uma parcela com o desconto de 5%. E se a igreja possui uma receita de até R$2.499,00 (dois mil, quatrocentos e noventa e nove reais) mensais, pode solicitar isenção junto à CBN, contribuindo apenas com os 5% para o Estado.

O Conselho Nacional de Planejamento e Execução – CONPLEX reunido em Brasília para sua 59º reunião deliberou a alteração do valor do Plano Cooperativo de maio de 2018 a dezembro de 2018 para o valor de R$130,00 (cento e trinta reais). O CONPLEX também aprovou a contribuição para o ano de 2019 no valor de R$140,00 (cento e quarenta reais) mensais, com o desconto de 5% para o pagamento da anuidade, ou seja, R$1.596,00 (mil, quinhentos e noventa e seis reais).

A proposta orçamentária aprovada é distribuída conforme gráfico abaixo e contempla as despesas fixas com funcionários e administração, além de nossas secretarias que prestam um relevante serviço às nossas CBE’s e igrejas e ainda os repasses à JAMI, SECOM, Departamentos e viagens e representações.

grafico plano cooperativo

Hoje somos cerca de 1.790 igrejas em todo o Brasil, porém, apenas cerca de um terço contribuem com o Plano Cooperativo. Essa realidade tem limitado a execução dos trabalhos convencionais e dificultado o sustento dos projetos missionários em cerca de 23 países que acolhem os missionários ligados à JAMI. Além disso, há os trabalhos em âmbito nacional que também precisam crescer para fazer o nome de Jesus conhecido em todo o Brasil.

Contamos com o empenho de nossas Igrejas Batistas Nacionais em manter a fidelidade na contribuição do Plano Cooperativo. Aproveitamos a oportunidade para conclamarmos todos a oração para que o Bom Deus derrame suas mais ricas bênçãos sobre o povo Batista Nacional e cada vez mais igrejas venham a se tornar fiéis com o compromisso assumido quando arroladas às fileiras de nossa honrada Convenção.

Vamos mudar a realidade da nossa Convenção. Nosso alvo para 2018 é ampliar em 30% o número de igrejas contribuintes.

Junte-se a nós em oração e fidelidade aos compromissos do Reino de Deus.